Obras-Primas

Produção: Fabio Emerson Rutka

”Notar o que está fora do contexto é a essência do trabalho do fotógrafo” John Szarkowski

Características técnicas da fotografia

Fotografia é a arte de fixar a imagem por meio da luz, através de um elemento fotossensível (analógica) ou num sensor (digital).
Tipos de câmeras: compactas, brigdes (meio termo entre compactas e profissionais) e refrex (profissionais que usam lentes ou objetivas separadas)
Qualidade da Imagem: Tamanho do sensor  x Quantidade de pixels.
A imagem é formada por 3 elementos: diafragma, iso + velocidade ou tempo de exposição do obturador.
A objetiva ou lente é a alma da câmera.
Ponto nodal é o ponto de projeção ou formação da imagem.
As lentes de retrato são as lentes com distância focal entre 70 e 105.
Zoom óptico é o zoom real da câmera.
Zoom digital é um zoom falso da câmera, qualidade baixa ou granulada.
ISO é a sensibilidade do sensor à luz, quanto menor o número, melhor definição da imagem. Quanto maior o número, pior definição da imagem ou granulação da imagem. Menor ISO, menos ruídos, Maior ISO, mais ruídos.
Sensor é o responsável pela captura da luz na câmera. É o cérebro da câmera digital.
Foto subexposta: foto escura
Foto superexposta: foto muito clara ou foto estourada.
A sensibilidade (ISO), tempo de exposição (obturador) e diafragma (abertura da lente), são os fatores que determinam a imagem fotográfica.
O obturador situa-se atrás do espelho da câmera e na frente do sensor, regulando o tempo de exposição ou velocidade de exposição.
O obturador define quanto tempo entrará de luz no sensor.
O obturador abaixo do tempo de exposição 1/30, a imagem poderá sair tremida, por isto, o tripé é recomendável. Dá a sensação de movimento na cena fotográfica, ou imagem borrada. Já 1/800 é um tempo de exposição rápido ou imagem congelada.
Tempo de exposição ou velocidade de exposição é o tempo que o obturador permanecerá aberto, expondo o sensor à luz.
Tempo de exposição alto, congela a imagem; tempo de exposição baixo, borra ou embaça a imagem (movimento da cena).
Gotas congeladas: tempo de exposição 1/250; gotas borradas: tempo de exposição 1/5.
Velocidade ou tempo de exposição mais baixo dá sensação de velocidade na imagem.
Diafragma é a abertura da objetiva (lente), definindo a entrada da luz na câmera. Quanto mais fechada a abertura da lente, menos luz, quantos mais aberta a lente, mais luz. É uma medida realizada pela letra f. Abertura f 2.8 irá entrar mais luz que f 5.6. A abertura f 5.6 é a mesma em qualquer objetiva. A abertura f 22  é uma abertura pequena, ou menos luz na imagem.
Diafragma é responsável pela profundidade de campo. Profundidade de campo é o que determina a nitidez ou desfoque atrás da cena principal.
Quanto mais profundidade, mais nítida a cena, menos profundidade de campo, mais borrado o fundo.
A profundidade de campo é determinada pela abertura do diafragma + distância de focagem + distância focal + distância do objeto e o fundo.
Quanto mais aberto o diafragma, menos profundidade ou nitidez, atrás da cenal principal.
Fotometria é a medida da luz.
Fotômetro é um componente interno ou externo da câmera fotográfica, utilizada para medir a quantidade de luz ideal.
Exposição é a forma como controlamos a luz que produz a fotografia.
As cores são formadas pelo padrão RGB, vermelho, verde e azul. São as cores primárias aditivas.
Ciano, Magenta e Amarelo, são as cores substrativas. Este é o padrão CMYK.
A soma das cores aditivas forma o branco. A soma das cores substrativas forma o preto.

 

 

 

 

Contato

Fabio Emerson Rutka Rua Miguel Calmon, 291, Ponta Grossa, Paraná
www.studioalfadigital.com.br
(42) 99965 5958 (42) 3223 8907 fabioemersonrutka@yahoo.com.br